top of page

Crianças e o excesso de uso do celular

Conheça oito danos que o excesso de telas pode causar


Foto: Freepik

As crianças devem usar o celular com moderação para garantir um desenvolvimento social, físico e mental saudável. Muitos pais e mães incentivam e, muitas vezes, presenteiam precocemente seus filhos para que fiquem conectados e possam acessar recursos educativos. No entanto, é importante garantir que os limites adequados estejam em vigor e se certificar de que as crianças não estão passando muito tempo navegando na internet ou em joguinhos.

Listamos abaixo alguns riscos do uso excessivo do aparelho:

Atraso no desenvolvimento social: O uso excessivo de celulares pode interferir na interação com outras pessoas e no desenvolvimento de habilidades socioemocionais nas crianças.

Problemas de saúde mental: O uso excessivo de dispositivos eletrônicos tem sido associado a problemas de saúde mental, como ansiedade, depressão e solidão, especialmente quando o tempo de tela substitui o contato social e atividades ao ar livre.

Distúrbios do sono: A exposição à luz azul dos dispositivos eletrônicos antes de dormir pode interferir no ciclo do sono das crianças, causando problemas de insônia e dificuldades para dormir.

Riscos à segurança: O uso excessivo de aparelhos celulares pode distrair as crianças em situações perigosas, como atravessar a rua, andar de bicicleta ou praticar atividades físicas, aumentando o risco de acidentes.

Problemas de saúde física: Ficar muito tempo sentado usando dispositivos eletrônicos pode levar a problemas na visão e na saúde física, como dores nas costas e pescoço, além de contribuir para um estilo de vida sedentário.

Redução do desempenho acadêmico: O uso excessivo de celulares pode levar a uma redução no tempo dedicado aos estudos e à falta de concentração durante as atividades escolares.

Vício em tecnologia: O uso excessivo de dispositivos eletrônicos pode levar ao desenvolvimento de um comportamento viciante e impulsivo, no qual as crianças têm dificuldade em controlar o tempo gasto nos dispositivos e podem experimentar ansiedade ou irritabilidade quando estão longe deles.

Exposição a conteúdos inadequados: Crianças que usam celulares sem supervisão podem ficar expostas a conteúdo inapropriados para sua idade, inclusive violência, pornografia ou mensagens prejudiciais.

No mundo de hoje, o uso da tecnologia se torna fundamental e inevitável. Porém, para reduzir os riscos, quando se trata de crianças em desenvolvimento, é importante estabelecer limites no tempo de uso dos dispositivos eletrônicos, incentivar a prática de atividades físicas e de interação social, assim como garantir que o conteúdo acessado seja apropriado para a sua faixa etária. Além disso, é fundamental que os pais ou responsáveis estejam presentes e envolvidos na vida digital de seus filhos, oferecendo orientação e suporte.


Autora: Juliana Ayres Diretora de relações institucionais do Núcleo Espiral. Empresária com experiência nas áreas financeira, de qualidade e comercial, atua na ONG para viabilizar projetos e captação de recursos.


14 visualizações

Comments


bottom of page